chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE

Plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa

 
 

Investigação e avaliação de boas práticas

As ligações entre o bem-estar e as políticas prosseguidas pelos países deram mote ao 6.º fórum mundial da OCDE que teve lugar entre os dias 27 e 29 de novembro, em Incheon, na Coreia do Sul.

Reunindo líderes, especialistas e profissionais de todos os setores da sociedade, este fórum, tal como os que o antecederam, procurou enfatizar a importância das políticas que correlacionam o bem-estar das populações com o crescimento económico.

Lançado recentemente, o projeto “Open Your Eyes: Fake News for Dummies” (“Abra os seus olhos: Notícias falsas para leigos”), desenvolvido por entidades de seis países europeus (Espanha, Eslovénia, Roménia, Bélgica, Itália e Bulgária), em parceria com a Plataforma Lifelong Learning (LLLPlatform), ao abrigo do programa Erasmus + KA2, visa melhorar a alfabetização digital de alunos adultos, fornecendo ferramentas que permitem identificar notícias falsas e lutar contra a propagação da desinformação online.

O Entre Sistemas.EU é uma iniciativa totalmente focada no aumento da qualidade dos Serviços Prisionais Portugueses através da troca de conhecimentos, experiências e práticas com outros Sistemas Prisionais Europeus.

Em cada área serão enviadas equipas para um país previamente identificado. 
Estas equipas terão a missão de recolher e adquirir boas práticas e disseminá-las a nível nacional. A transferência de práticas realizar-se-á através de um plataforma de aprendizagem online (www.aproximarcapacita.pt) e de workshops presenciais. 

Tornar 2017 o Ano da Educação de Adultos é o mote da campanha que se encontra em marcha com o objetivo de celebrar o impacto e os benefícios da educação e formação de adultos.

Sob o lema “O poder e a alegria da educação”, este movimento visa demonstrar a forma como a educação de adultos pode melhorar a vida e as perspetivas dos cidadãos europeus, tanto a nível pessoal como profissional.

Escrito de modo extremamente simples e acessível, o livro “Atividades para inclusão digital de adultos”, editado pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, é, tal como referem os seus autores, uma compilação de “20 propostas de atividades com tecnologias especialmente criadas para promover a literacia e a inclusão digitais de todos os cidadãos, em especial os adultos com menos oportunidades de aceder e utilizar o potencial que o desenvolvimento tecnológico coloca hoje à nossa disposição”.

A publicação An in-depth analysis of adult learning policies and their effectiveness in Europe, da responsabilidade da Comissão Europeia, avalia o desempenho de dez países europeus (Portugal, Áustria, República Checa, Dinamarca, Estónia, França, Hungria, Irlanda, Holanda e Espanha) no campo da educação e formação de adultos e identifica um conjunto de fatores de sucesso para uma política de educação de adultos eficaz.

No final de 2015, a Associação Europeia para a Educação de Adultos - AEEA (uma organização não governamental, que reúne 123 entidades de 42 países europeus) lançou o Manifesto para a Aprendizagem de Adultos no século XXI.

Este manifesto procura demonstrar como a educação de adultos pode contribuir para mudar a vida das pessoas e transformar as sociedades. Neste Manifesto a educação de adultos é apresentada como um bem comum e também como um direito humano, ao qual não tem sido dada a atenção merecida.

A organização do trabalho e das práticas de desenvolvimento de competências que beneficiam quer os empregados quer os empregadores foram o pano de fundo do seminário que decorreu, no dia 19 de novembro, em Bruxelas, coorganizado pelo Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional (CEDEFOP), pelo Eurofound e pelo Comité Económico e Social Europeu.

A rede de Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP) do Ave promoveu uma ação de formação subordinada à temática do diagnóstico, encaminhamento, reconhecimento e validação de competências de adultos.

A iniciativa inseriu-se no âmbito do “Plano para o Crescimento Inclusivo do Ave”, numa lógica de dinamização de atividades desenvolvidas pelos CQEP da Comunidade Inter-Municipal (CIM) do Ave. Neste sentido, a iniciativa pretendeu capacitar e envolver os agentes desta rede para a concertação de práticas e adoção de metodologias de trabalho.

Em 2012 existiam cerca de 643 000 reclusos na União Europeia e, desde essa altura, a população prisional tem vindo lentamente a aumentar. A maioria dessas pessoas não tem qualificação superior ou profissional e, muitas vezes, tem deficit de competências básicas. A educação nas prisões é crucial na promoção da reabilitação e na diminuição da probabilidade de reincidência dos presos.
Quinta-feira 14 de novembro de 2019, Hungary

Okos lét, innováció és digitalizáció – irányok, trendek és következmények

A XXIII.  Apáczai-napok tudományos konferencia keretében a Magyar Tudomány Ünnepe rendezvénysorozat részeként 2019. november 14-én várják a résztvevőket a neveléstudomány, tanító- és tanárképzés, gyógypedagógia, szociológia és szociális tanulmányok, a nyelvtudomány és kommunikáció, a bölcsészettudomány, az andragógia, a közművelődés, illetve a humánerőforrás-fejlesztés és tanácsadás, valamint a természettudomány területén.

Quinta-feira 10 de outubro de 2019 to Sexta-feira 11 de outubro de 2019, Hungary

XV. Félúton Konferencia

A 2019/2020-as tanév őszi félévében a BTK Nyelvtudományi Doktori Iskola magyar nyelvészet doktori programja ismét megrendezi hagyományos konferenciáját. 

A Félúton célja, hogy a különböző intézményekben és különböző nyelvészeti témákban kutató PhD-hallgatók megismerhessék egymás kutatási eredményeit, valamint lehetőséget kapjanak saját témájuk bemutatására, illetve felmerülő kutatói dilemmáik nyilvános szakmai megvitatására. Az előadások nyelve magyar, időkeretük 20 perc.

Quinta-feira 7 de novembro de 2019, Austria

Solidarität lernen (?) Erfahrungen und Perspektiven freiwilligen Engagements im Feld Flucht/Migration

Seit dem Jahr 2015 wurden zahlreiche Bürger*innen in der Unterstützung von Geflüchteten aktiv. Ihre Tätigkeit war und ist essenziell für die Gestaltung eines solidarischen und friedlichen Miteinanders in Graz und der Steiermark. Im Forschungsprojekt „Solidarität lernen (?)“ wurden Erfahrungen, Bedürfnisse, Strategien, sowie Lern- und Bildungsprozesse der Freiwilligen analysiert.

Quinta-feira 10 de outubro de 2019 to Sábado 12 de outubro de 2019, Bulgaria

ИЗЛОЖЕНИЕ НА МЛАДЕЖКОТО ТЕХНИЧЕСКО ТВОРЧЕСТВО (Г. ОРЯХОВИЦА)

Изложение на младежкото техническо творчество ще се проведе в периода 10-12 октомври 2019 г., в гр. Горна Оряховица. Организатор на събитието е Фондация „Милен Григоров“, чийто председател (инж. Владимир Григоров) е член на УС на Стопанска камара – В. Търново. Официалното откриване на събитието е на 10 октомври 2019 г., от 11.00 часа.

Sexta-feira 8 de novembro de 2019, Germany

Social Media mit Strategie - Digital netzwerken in der Erwachsenenbildung

Die Bedeutung von digitalen sozialen Netzwerken wächst weiterhin – auch in Deutschland. Während Facebook, Twitter und Co. im privaten Bereich längst Einzug erhalten haben, herrscht auf Seiten von Unternehmen aber noch Nachholbedarf bei der Präsenz im digitalen Raum.
Quinta-feira 12 de dezembro de 2019 to Domingo 15 de dezembro de 2019, Poland

Trainers' Meeting Warsaw

Trainers Meeting Warsaw

We are launching a new form of events focusing on advanced trainers and facilitators development! Each month, a Trainers' Meeting will be happening in different cities across Europe. Winter season starts with Amsterdam and will continue through Vilnius, Warsaw, Madrid and Dublin.

Segunda-feira 7 de outubro de 2019 to Quinta-feira 10 de outubro de 2019, Europe

Debates en línea ESBN-EPALE: “Habilidades básicas en el lugar de trabajo” y “Alfabetización familiar”

El equipo EBSN-PALE ha anunciado dos próximos debates en línea durante la segunda semana de octubre, dentro del marco de actuación ‘Capacity Building Series

El primer debate será Workplace basic skills learning (El aprendizaje de habilidades básicas en el lugar de trabajo), del 7 de octubre (12:00) al 8 de octubre (17:00). 

El segundo debate es sobre Family literacy interventions: policy and practice (Intervenciones de alfabetización familiar), del 9 de octubre (12:00) al 10 de octubre (17:00).

 

Sexta-feira 25 de outubro de 2019, Spain

Jornada de difusión Erasmus+ y plataforma EPALE en Educación de Personas Adultas

El próximo viernes 25 de octubre se celebrará en Zaragoza una jornada de difusión de las oportunidades Erasmus+ y Plataforma EPALE para el sector de Educación de Personas Adultas.

O artigo estudou as percepções de reclusas sobre formação na modalidade e-learning, num estabelecimento prisional feminino de Portugal. A análise do curso e da formação, inscritos no paradigma de aprendizagem ao longo da vida, objetiva estudar a possibilidade do e-learning constituir um dispositivo de diferenciação pedagógica que promove a inclusão digital.

Este documento descreve os resultados preliminares de um trabalho de investigação em curso que incide sobre os dados apurados pelo inquérito sobre as competências dos adultos, aplicado a propósito do Programme for the International Assessment of Adult Competencies (PIAAC).

Na última década surgiu em Portugal um conjunto de novos agentes no campo da educação de adultos. Os mediadores dos cursos EFA são um desses agentes. Este artigo centra-se na análise, a partir de uma pesquisa empírica (assente em entrevistas com mediadores e na observação e registo de reuniões das equipas pedagógicas por eles coordenadas) realizada numa escola, das funções de supervisão inerentes ao seu cargo.

A Formação Profissional Contínua (FPC) é um dos elementos centrais na sociedade do conhecimento e torna-se um factor decisivo para o sucesso das organizações e para a valorização das pessoas. No entanto, os caminhos percorridos pela FPC parecem ocorrer num problema central: a melhoria das qualificações individuais (quando ocorre) não garante, por si só, melhor eficiência e eficácia organizacional.

 

Neste livro propomos uma nova visão e um novo caminho capazes de sustentar:

• A articulação indispensável entre ensino, FPC e vida activa.

A investigação científica em torno do conceito de acção pública tem vindo a ganhar uma relevância acrescida nas sociedades ocidentais contemporâneas à medida que o Estado deixa de ser o actor central e hegemónico na implementação das políticas públicas e novos actores intervêm na arena pública produzindo uma reconfiguração das políticas no sentido de uma construção colectiva dos modos de produzir a acção pública.

Este livro assume-se como um contributo para o conhecimento de um dos períodos mais interessantes da Educação de Adultos, em Portugal: a primeira década do século XXI. A criação e desenvolvimento de um dispositivo de reconhecimento e validação dos adquiridos experienciais – que, em Portugal, se denominou Processo de RVCC (Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências) – convocou, para o universo da educação formal, o extraordinário mundo das aprendizagens não-formais e informais concretizadas nas instituições não escolares e nas circunstâncias quotidianas da vida de cada um(a).

As profundas alterações ao nível social e económico, das dinâmicas de trabalho e emprego, da estrutura e funcionamento das organizações têm vindo a reclamar uma atenção crescente às questões da formação de adultos. Esta atenção aparece consubstanciada num conjunto já significativo de documentos europeus de referência na área da educação e da formação, que visam, entre outros aspetos, estimular o prosseguimento, nos diferentes países, de políticas no domínio da aprendizagem ao longo da vida.

A partir de um estudo sobre a situação da formação nas grandes empresas, esta obra visa dar um contributo para o conhecimento das políticas e práticas de formação dos trabalhadores nas organizações empresariais. Para além das ações que ocorrem em contexto formal de sala, podem observar-se situações de formação em outros contextos e um conjunto de práticas cujo carácter educativo e formativo nem sempre é considerado.

Apesar das melhorias, a aprendizagem de adultos ainda precisa de se tornar mais atrativa, inclusiva, acessível e flexível. O comunicado de Bruges, uma componente importante da política da União Europeia (UE) de ensino e formação profissional (EFP), definiu uma visão que permitirá tornar o EFP contínuo (uma parte fundamental do suporte à aprendizagem dos adultos) mais atrativo, inclusivo, acessível e flexível. Acordado em dezembro de 2010, o comunicado foi subscrito pela Comissão Europeia, pelos Estados-Membros e pelos parceiros sociais em junho de 2015, nas conclusões de Riga.

A Iniciativa Novas Oportunidades é um programa educativo que procura qualificar mais e melhor tanto os adultos como os jovens do nosso País. A sua natureza política e as mudanças conceptuais que esta representa tornam tão rica quanto complexa a sua implementação. Como tal, este projecto pretende avaliara a implementação da Iniciativa Novas Oportunidades numa determinada escola, optando, para tal, pela metodologia do estudo de caso. Os resultados demonstram que a Iniciativa Novas Oportunidades não é ainda plenamente entendida nem valorizada no sector educativo. A sua aceitação e assimilação pelos diferentes actores educativos são, em muito, condicionadas pela sua natureza política e pelos objectivos quantificados que lhe estão associados. Neste caso, a integração da Iniciativa Novas Oportunidades, nomeadamente do Centro Novas Oportunidades, continua a ser um processo moroso e difícil. Os cursos profissionais, por sua vez, não constituem propriamente uma escolha da escola, mas sim uma imposição da tutela. Todavia, os diferentes actores educativos parecem aceitar melhor estas formações na escola. De uma forma global, é, no entanto, visível alguma dificuldade da escola em questionar a sua tradição e a sua natureza vocacionada para um determinado público, neste caso, os jovens que querem prosseguir estudos para o ensino superior. Relativamente ao Sistema de RVCC e a todo o trabalho efectuado no CNO com os adultos, muitas são as dúvidas que ainda se colocam. Embora todos reconheçam os benefícios pessoais que os adultos retiram de um Processo de RVCC, estamos longe ainda de alcançar os resultados desejados tanto em termos profissionais como em termos de aprendizagem ao longo da vida. Em suma, é essencial fomentar um conhecimento mais profundo da Iniciativa Novas Oportunidades e consciencializar os diferentes actores educativos das inovações e transformações que esta traz para o próprio conceito de escola e de educação.
Nenhum resultado encontrado