Passar para o conteúdo principal
Resource Details
RECURSOS

Nota informativa do CEDEFOP – abril de 2021 “Tendências, transições e transformação”

Esta nota informativa do CEDEFOP dá conta da relevância da informação sobre as competências, em particular agora, em resultado da pandemia em curso.

De acordo com o CEDEFOP, a investigação em torno do mercado de trabalho tem-se focado essencialmente na vulnerabilidade dos empregos e nas limitações impostas pelo distanciamento social, revelando os setores mais ou menos resilientes e quais os grupos de trabalhadores mais afetados pela pandemia. “Contundo, esta abordagem não mostra de que forma a pandemia tem vindo a reformular as necessidades de competências”. Por isso, o CEDEFOP “recorreu à sua ferramenta de análise de competências e ofertas de emprego em linha na Europa para identificar a evolução do mercado de trabalho em 2020”.

As conclusões obtidas revelam que “em abril de 2020, o número de anúncios de ofertas de emprego em linha publicados por empregadores na UE foi quase 60% inferior ao verificado em abril de 2019”. Nalguns países, a redução foi superior a 70%. Em maio houve um ligeiro crescimento. Já os confinamentos de outubro terão tido um impacto reduzido no mercado de emprego. No segundo semestre, as tendências “foram coerentes com o afrouxamento das medidas de distanciamento social”.

Apesar desta análise global, as tendências foram divergentes consoante os países, em resultado da existência de diferentes estruturas económicas, do comportamento da própria pandemia e das respostas políticas encontradas. Em “sete países verificou-se uma expansão do mercado de emprego em linha, principalmente devido a uma melhoria da situação no segundo semestre, ao passo que em seis outros países o mercado de emprego em linha registou uma redução de, no mínimo, 20 %, por comparação com 2019”.

Em todo o caso, o CEDEFP assinala algumas principais tendências no que respeita aos anúncios de ofertas de emprego em linha, tais como: a maioria foram relativos a empregos nos setores da produção e da construção; uma grande parte correspondeu a profissões pouco ou medianamente especializadas; mais de 1 em cada 5 anúncios continham competências nos domínios da ciências e das tecnologias; os setores hoteleiro e da restauração e dos serviços pessoais foram gravemente afetados; houve um forte impacto nos postos de trabalho administrativos (redução de 19%);  a situação foi bastante estável nos setores da aprendizagem, das atividades sociais e da cultura, verificando-se uma enorme resiliência no ensino e na formação, com uma rápida adaptação ao denominado “novo normal”; e a procura de trabalhadores no setor da prestação de cuidados de saúde disparou.

O CEDEFOP concluiu ainda que a “pandemia revelou a significativa vulnerabilidade dos sistemas de saúde de muitos países e colocou em destaque a escassez de competências”, sobretudo no domínio do digital, já que 4 em cada 10 europeus não possuem competências digitais básicas: “Tanto as competências digitais básicas como as avançadas dominaram a procura de competências nos anúncios de ofertas de emprego em linha em 2020. Algumas registarão um aumento ainda maior, à medida que o trabalho e a colaboração à distância transformam milhares de locais de trabalho, tornando as competências digitais cada vez mais importantes nos domínios da gestão, das finanças, das empresas, das vendas, da administração e do comércio retalhista”. Além de serem necessárias para o acesso a quase todos os empregos, estas competências têm uma importância que se estende também a outras dimensões: “dotam as pessoas de competências técnicas e transversais, permitindo-lhes encontrar e manter empregos e participar ativamente na sociedade, ao mesmo tempo que promovem a transição para uma economia mais verde e digital”. Por todos estes motivos, o CEDEFOP refere a relevância do seu reforço, não só no que diz respeito à educação e formação profissional inicial mas também e sobretudo à contínua, e sublinha que “uma informação sobre competências que seja inteligente e centrada nas pessoas ajuda os cidadãos a selecionar os percursos de reforço e reciclagem de competências que mais lhes convenham, a dar resposta às necessidades em matéria de competências digitais e noutros domínios, construindo simultaneamente a sua carreira ao longo do processo”.

Resource Details
ISBN
978-92-896-3160-0
Autor(es) do recurso
CEDEFOP
Tipo de recurso
Outros
País
Data de publicação
Língua do documento
Login (0)

Want to add a resource ?

Don't hesitate to do so! Click the link below and start posting a new resource!