chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE

Plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa

 
 

Recurso

The future of work: a literature review

Idioma: PT

Publicado por Ana Isa Figueira

Editado em março pela Organização Internacional do Trabalho, este documento de trabalho pretende ser uma sinopse que sistematiza todos os tópicos de diferentes estudos que têm sido publicados acerca do trabalho nos próximos anos. Nesse sentido, esta publicação procura não só sublinhar as tendências mais aprofundadas pelos vários estudos mas também definir quais os resultados esperados com o trabalho no futuro.

De um modo geral, os autores constatam que os estudos posicionam-se ora numa visão otimista ora pessimista relativamente ao futuro do trabalho, não tendo emergido, até à data, uma visão comumente aceite deste futuro do trabalho ou um entendimento único de quais os aspetos que mais irão influenciar os empregos e os ordenados no futuro.

A maior parte das publicações sublinha o impacto da 4ª revolução industrial, colocando a tónica nos desenvolvimentos tecnológicos associados à robótica, à inteligência artificial e à genética. Mas, constatam os autores desta edição, há uma série de outros aspetos de natureza socioeconómica, geopolítica e demográfica que concorrem com os avanços tecnológicos na determinação do que poderá ser o emprego no futuro.

Por este motivo, a edição da OIT agora apresentada prefere definir o futuro do trabalho através de cinco dimensões onde se preveem mudanças significativas, como: os avanços do emprego; a sua qualidade; a desigualdade nos ordenados e nos rendimentos; os sistemas de proteção social; e o diálogo social e as relações industriais.

A primeira destas dimensões relaciona-se com a criação e destruição de empregos e a composição da força de trabalho no futuro. Já a segunda e a terceira prendem-se com as condições de trabalho e a sustentabilidade dos sistemas de proteção social. A terceira aborda a média de crescimento dos ordenados e ganhos e a sua distribuição. Já a quinta e última dimensão aborda a forma como as instituições de trabalhadores se devem envolver, nos próximos anos, influenciando o que possa desencadear a mudança.

Autor(es) do recurso: 
International Labour Office
Data de publicação:
Quinta-feira, 1 de março de, 2018
Língua do documento
Tipo de recurso: 
Estudos e relatórios
País:
Share on Facebook Share on Twitter Epale SoundCloud Share on LinkedIn