chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE - Plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa

Recurso

Educação de Adultos: ninguém pode ficar para trás

Idioma: PT

Publicado por Dora SANTOS

Tendo por base as comunicações efetuadas no seminário “Educação de adultos: ninguém pode ficar para trás”, realizado há cerca de dois anos, o Conselho Nacional de Educação (CNE) edita agora uma publicação.

Esta publicação, disponível online, tem como ponto de partida o reconhecimento da existência de um problema em Portugal, associado aos baixos níveis de literacia e de qualificações da população adulta, e tendo como causas a tardia “escolarização das massas” ou a “intermitência e fraca relevância das políticas educativas neste setor”, tal como enuncia Manuel Miguéns, Secretário-Geral do CNE, na nota prévia.

Seguindo a temática do seminário, a publicação organiza-se dando especial atenção a quatro eixos: “a problemática da literacia e das qualificações da população adulta portuguesa, em articulação com as medidas em desenvolvimento no terreno (Programa Qualifica e Rede Valorizar)”; “a importância dos processos de reconhecimento dos adquiridos experienciais”; “a especificidade das estratégias para chegar a todos os adultos”; e a “articulação entre democracia e desenvolvimento de Educação de Adultos”.

Na intervenção de abertura, Maria Emília Brederode Santos, Presidente do CNE, procura perspetivar o futuro, tendo em atenção os desafios atuais, como a revolução tecnológica ou o esgotamento dos recursos naturais.

Já João Costa, Secretário de Estado da Educação, evidencia o quanto a educação compensa em Portugal.

Autor(es) do recurso: 
Manuel Miguéns (coordenador)
Data de publicação:
Quarta-feira, 2 de setembro de, 2020
Tipo de recurso: 
Artigos
País:
Share on Facebook Share on Twitter Epale SoundCloud Share on LinkedIn Share on email