chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE

Plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa

 
 

Recurso

Construção e desenvolvimento curricular em educação e formação de adultos: colocar a vida no currículo e o currículo na vida.

Idioma: PT

Publicado por ANQEP EPALE

Na maior parte dos casos aplicam-se os mesmos currículos que se utilizam com as crianças e com os jovens, o que constitui uma fórmula inevitável de desmotivação, abandono, insucesso e desperdício de recursos. De facto, os organizadores em que devem assentar os processos educativos e formativos destinados a públicos adultos e, consequentemente, as propostas curriculares em que se desenvolvem, são outros e bem diferentes dos que se utilizam para conceber programas educativos para outras faixas etárias. Quer nos centremos numa perspectiva de análise dos desafios que a sociedade actual coloca aos sujeitos quanto às possibilidades, oportunidades e necessidades de aprendizagem, ou nas características do adulto enquanto sujeito aprendente, qualquer destes domínios de análise conduz a um entendimento diverso do que significa “aprender” e “formar” que colide com os conceitos tradicionais dos termos. No presente estudo é desenvolvida uma abordagem considerada inovadora ao nível das práticas de construção e desenvolvimento curricular em Educação e Formação de Adultos. Conceberam-se e operacionalizaram-se, de forma colegial e cooperativa, programas de Educação e Formação de Adultos nos quais a ênfase foi colocada no significado e na relevância que, para os formandos, assume a abordagem dos seus contextos de vida. Trata-se de um estudo qualitativo e fenomenológico que utilizou como
 metodologia investigativa a investigação-acção. As conclusões a que chegámos permitem validar o processo de construção e de desenvolvimento curricular desenvolvido como adequado aos contextos educativos e formativos para públicos adultos. Permitiu que todos os intervenientes se comprometessem com o processo de construção e desenvolvimento curricular em que estiveram implicados, possibilitando a construção de currículos adequados aos sujeitos que participaram nos programas formativos, por responderem às suas necessidades de aprendizagem, às características dos adultos enquanto sujeitos aprendentes e, finalmente, promoveu processos de aprendizagem em todos os participantes, embora em formas e em níveis diferentes: os formandos viram substancialmente incrementados conhecimentos e competências básicas e os formadores competências profissionais no campo da Educação e Formação de Adultos. Podemos, pois, concluir, que se trata de uma abordagem curricular que não se assume integrada em nenhuma ideologia particular, nem está veiculada a nenhum conjunto de valores específico, podendo, por isso, ser utilizada numa diversidade de contextos educacionais, que gera e convida a novas formas de compreensão e de comprometimento com o processo de construção curricular, e que procura aplicar, de forma integrada, princípios considerados válidos no campo da Educação e Formação de Adultos.

Autor(es) do recurso: 
Quintas, H.
Data de publicação:
Domingo, 1 de janeiro de, 2006
Língua do documento
Tipo de recurso: 
Estudos e relatórios
País:
Share on Facebook Share on Twitter Epale SoundCloud Share on LinkedIn