News
Notícias

Projeto Erasmus+ Culture on Prescription lançado em Frankfurt

O “Culture on Prescription” é um projeto europeu financiado pelo Erasmus+ que teve início em janeiro de 2022 e que decorre até abril de 2024.

No Reino Unido e na Irlanda, a prescrição de uma "receita" para ofertas sociais e culturais tem-se mostrado eficaz na redução da solidão entre grupos socialmente vulneráveis. O projeto " Culture on Prescription" pretende combater os problemas de solidão entre os adultos, conferindo-lhes uma "receita cultural" individualizada para participarem em novas e adaptadas atividades que visam combater a solidão e promover a inclusão social.

Contexto

Devido ao envelhecimento da população e à individualização da sociedade, o número de adultos que vivem sozinhos está a aumentar. A perda de laços familiares, de grupo e de trabalho também aumenta o sentimento de solidão. Com base em dados do European Social Survey (ESS), o Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia afirmou que, em 2019, mais de 75 milhões de adultos europeus se encontraram com a família ou amigos no máximo uma vez por mês e cerca de 30 milhões de adultos europeus se sentiram regularmente sozinhos. Nos últimos dois anos, estes sentimentos de solidão foram reforçados pela pandemia da Covid-19, que deixou os idosos, em particular, incapazes de ter contacto com amigos ou familiares durante meses. A saúde deficitária, as condições económicas desfavoráveis e o facto de se viver sozinho são fatores que estão associados a taxas mais elevadas de solidão. 

A solidão afeta todas as faixas etárias. O impacto da solidão no bem-estar individual e na coesão social não deve ser subestimado. O risco de mortalidade devido à solidão é comparável ao da obesidade e do tabagismo. A solidão persistente está ainda associada a comportamentos pouco saudáveis, a problemas mentais e a um desempenho cognitivo mais pobre. As pessoas solitárias também têm um julgamento mais pessimista e sentem-se mais ameaçadas por situações de vida do que pessoas que não se sentem sós.

Além disso, num mundo cada vez mais conectado, as pessoas solitárias e socialmente isoladas são muitas vezes duplamente punidas: sofrem de condições de saúde mais pobres e podem ser estigmatizadas como socialmente inaptas.

O Projeto “Culture on Prescription”

O projeto "Culture on Prescription” pretende “passar uma receita” para o acesso a atividades culturais enquanto ofertas informais de aprendizagem e formação de adultos.  Não será uma “receita” para a medicina tradicional, mas uma "receita" que dá às pessoas uma oferta educativa gratuita que se baseie e enfatize os seus talentos, interesses e pontos fortes. Isto também aumentará o sentido de pertença e a ligação aos outros participantes.

Desta forma, o projeto “Culture on Prescription” contribuirá para uma melhor saúde e um maior bem-estar para estas pessoas. A promoção da saúde, e não a doença, é o foco do projeto.

O projeto “Culture on Prescription” promove a aprendizagem partilhada. Uma boa saúde também é determinada por onde se vive, pelo ambiente, pelo trabalho e pelas oportunidades de se envolver com a comunidade. É crucial que as pessoas isoladas entrem em contacto com outros adultos no seu bairro ou local de residência. Através da aprendizagem partilhada e do desenvolvimento de contactos sociais, a sua saúde física e mental deve melhorar para que se tornem mais resistentes face aos desafios diários.

Principal objetivo do projeto

A redução da exclusão social e da solidão, nomeadamente entre aqueles que se encontram em situações mais vulneráveis (podem ser idosos, pessoas que vivem sozinhas, pessoas com problemas psicológicos). Queremos fazê-lo, colocando estas pessoas interessadas em várias atividades culturais. A ênfase está no que as pessoas podem fazer em vez do que não podem ou deixaram de poder fazer. Vamos basear-nos nos talentos, interesses e pontos fortes dos participantes.  Procuramos uma combinação de atividades culturais e ofertas de promoção da saúde no domínio da educação de adultos.

Em suma, pretendemos:

  • Disseminar conhecimento sobre projetos promissores.
  • Fornecer apoio prático aos assistentes sociais e cuidadores para proporcionar ofertas de aprendizagem facilmente acessíveis.
  • Fortalecer a interação social dos participantes através da ligação com a comunidade local para construir uma abordagem em rede.
  • Ensinar os participantes a serem mais resistentes nos desafios do dia-a-dia.

 

Grupos-alvo

O grupo-alvo são adultos que se sentem solitários, adultos em risco de exclusão social, adultos com problemas de saúde mental e idosos que estão interessados em aprender juntos e/ou em atividades culturais para ajudar a mudar/melhorar a sua situação.  Também apoiaremos os facilitadores que oferecem ou estão dispostos a oferecer experiências de aprendizagem informal de “Culture on Prescrition”.

Além disso, iremos:

  • Estabelecer contactos com pessoal de saúde e serviço social. Criar um intercâmbio suave entre organizações, que estejam familiarizadas com o grupo-alvo.
  • Estabelecer contacto com decisores políticos
  • Estabelecer contacto com a comunidade local

 

Resultados

Para promover o intercâmbio e o apoio vamos desenvolver, testar e avaliar vários resultados concretos.  Estes serão reunidos num kit de ferramentas e publicados numa plataforma de aprendizagem interativa para facilitadores e voluntários.

  • Ofereceremos "Culture on Presciption": um voucher para uma oferta educativa gratuita, que visa desenvolver os pontos fortes e talentos culturais dos participantes.
  • Ofereceremos cursos com duração de cinco a seis meses.
  • Os métodos e ferramentas serão desenvolvidos, testados e avaliados por facilitadores e participantes.
  • Estes serão recolhidos num “kit de ferramentas” e publicados numa plataforma de aprendizagem interativa, que também se destina a intercâmbio e apoio.
  • Vamos elaborar o compêndio "Promoção da saúde através de experiências de aprendizagem cultural - Factos, figuras e boas práticas" bem como as recomendações para os decisores nos municípios e associações.

Parceiros

Coordenador europeu

European coordination

  • ISIS Institut für Soziale Infrastruktur gGmbH (Alemanha)

O projeto envolve seis organizações parceiras em seis outros países europeus:

  • Gesundheitsamt Frankfurt am Main (Alemanha)
  • Dublin City University (Irlanda)
  • EAEA, European Association for the Education of Adults (Bélgica)
  • SHINE2Europe, LDA (Portugal)
  • Asociatia Grupul de Educatie si Actiune pentru Cetatenie (Roménia)
  • AFEdemy, Academy on Age-Friendly Environments in Europe BV (Países Baixos)
Login (1)

Pretende outro idioma?

Este documento também está disponível noutro(s) idioma(s). Selecione um, abaixo.
Switch Language

Quer escrever um artigo?

Não hesite em fazê-lo!

Clique na ligação abaixo e comece a publicar um novo artigo!

Discussões mais recentes

Focos temáticos 2021 da EPALE. Vamos começar!

Convidamo-lo(a) a enriquecer o que definimos para que este seja um ano intenso, contando com os seus contributos e experiência! Vamos começar por participar nesta discussão online. A discussão terá lugar a 9 de março de 2021, terça-feira, entre as 10:00 e as 16:00 CET (9:00 / 15:00 Lisboa). A discussão escrita será precedida por uma transmissão ao vivo com uma introdução aos focos temáticos de 2021 e será apresentada por Gina Ebner e Aleksandra Kozyra, da Associação Europeia para a Educação de Adultos (EAEA), em representação do Conselho Editorial da EPALE.

Mais

Debate da EPALE: o futuro da educação de adultos

A 8 de julho de 2020 (quarta-feira), com início às 10 horas e encerramento às 16 horas (CEST), a EPALE irá promover um debate online sobre o futuro da educação de adultos. Vamos discutir sobre o futuro do setor da educação de adultos, os novos desafios e oportunidades. O debate será moderado pela especialista da EPALE Gina Ebner, secretária-geral da EAEA.

 

Mais

Comunidade EPALE: partilhe os seus exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da educação para a cidadania

No âmbito do foco temático na Educação para a Cidadania, queremos ouvi-lo(a) a si – membro da comunidade EPALE – sobre exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da Educação para a Cidadania para adultos.

Mais