chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE - Plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa

Sala de imprensa

Annual report 2016: UNESCO Institute for Lifelong Learning

11/10/2017
por Cristina PEREIRA
Idioma: PT

O Instituto para a Aprendizagem ao Longo da Vida da UNESCO publicou o seu relatório anual, dando conta das principais iniciativas e projetos desenvolvidos em 2016.

Nas palavras escritas no prefácio da publicação por Arne Carlsen, o diretor do referido instituto, o ano foi caracterizado pelo enfoque dado ao cumprimento do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 - educação de qualidade da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável que visa a erradicação da pobreza e o desenvolvimento económico, social e ambiental, à escola global.

Nesse sentido, os projetos e as iniciativas levadas a efeito pelo organismo procuraram encorajar os Estados-Membros a garantirem uma educação de qualidade inclusiva e equitativa e a promoverem as oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Detalhando os resultados alcançados nesse ano, é destacada a produção do 3.º Relatório Global sobre Aprendizagem e Educação de Adultos (GRALE III) que, partindo de inquéritos de monitorização realizados por 139 Estados-Membros da UNESCO, procurou avaliar os progressos globais da implementação do Marco de Ação de Belém (2009) e investigar o impacto da educação e da educação de adultos em particular na saúde, no bem-estar, no emprego, no mercado de trabalho e na vida social, cívica e comunitária.

Do mesmo modo, é sublinhada a publicação, em 2016, da Recomendação sobre educação e educação de adultos que veio substituir uma recomendação de 1976 e que reafirma o papel central da educação e da educação de adultos para cumprimento da agenda de desenvolvimento sustentável de 2030.

Na sua ligação com os governos locais e as cidades, a publicação dá ênfase à Rede Global de Cidades de Aprendizagem.

Outras iniciativas consideradas relevantes foram a criação de uma Aliança Global para a Literacia no âmbito da aprendizagem ao longo da vida, assim como a ação de investigação assente em resultados de aprendizagem dos beneficiários dos programas de alfabetização de 12 países africanos.

Share on Facebook Share on Twitter Epale SoundCloud Share on LinkedIn Share on email