Blog
Blog

Joanna Kinberger: permitir um maior autoestudo, mais autodeterminação e a valorização

A exclusão linguística leva à exclusão efetiva.

Joanna Kinberger

Breve Biografia

Trabalho como Gestora de Projetos da UE equalizent Schulungs- und Beratungs GmbH, em Viena, na Áustria. A equalizent é uma empresa com muitos anos de experiência nas áreas da Surdez, da Língua Gestual e da Gestão da Diversidade, oferecendo cursos e aconselhamento em Língua Gestual Alemã e Austríaca para pessoas com deficiência auditiva ou surdez.

A minha EPALE

Sou relativamente nova na EPALE. Até à data, a minha experiência tem sido principalmente com projetos juvenis Erasmus +, mas fui convidada a apresentar um projeto na conferência da EPALE e do Erasmus +, organizada pela OEAD,  na primavera de 2021. Entretanto, estou muito contente por ter acesso à plataforma EPALE, aos recursos e à comunidade.

A minha História

Elaborar uma candidatura Erasmus + é sempre um desafio, mas conceber uma intervenção para garantir o acesso a informação bilíngue (gestual e escrita) por parte de pessoas com deficiência auditiva que procuram emprego é duplamente difícil - simplesmente porque existem muito poucos recursos disponíveis em Língua Gestual.

Através do projeto Erasmus + Accessible Work for All, o nosso objetivo é promover a igualdade, a não discriminação e a diversidade através da inovação na disponibilização de informação sobre direito laboral em formatos digitais acessíveis. Por outras palavras, os nossos produtos, na forma de vídeos animados com interpretação em Língua Gestual, explicam diferentes aspetos do direito laboral para trabalhadores e empregados. No início de cada vídeo, uma personagem (Max ou Julia) apresenta uma situação específica (ou seja, contratos de trabalho, conflito no local de trabalho, escritório em casa e muitos mais) e o resto do vídeo é uma explicação da legislação do trabalho relevante. Os vídeos duram entre 5 a 8 minutos e são legendados. Os textos em linguagem simples que os acompanham garantem que o conteúdo é totalmente acessível e facilitam a compreensão de qualquer terminologia ou jargão complexo.

Accessible work for all

O desemprego para pessoas surdas/com deficiência auditiva é três vezes maior do que a média nacional mundial, de acordo com a Federação Mundial de Surdos, tornando as pessoas surdas /com deficiência auditiva à procura de emprego particularmente vulneráveis à armadilha da pobreza. Mais de 90 por cento das crianças surdas / com deficiência auditiva nascem de pais ouvintes, por isso não têm um modelo de linguagem adulto em casa. Em toda a Europa, a falta de escolaridade bilíngue significa que a maioria das crianças surdas / com deficiência auditiva tenta aprender a ler e a escrever sem referência à sua primeira língua (língua gestual). Isso deixa-as em desvantagem em relação aos seus pares auditivos desde tenra idade e a disparidade aumenta à medida que envelhecem.

A exclusão linguística leva à exclusão efetiva.

Accessible Work for All  é um projeto com 4 parceiros (da Áustria, da Alemanha, da Itália e da Polónia). Ao fornecer informação sobre direito laboral em formatos digitais acessíveis ou sem barreiras – nas línguas gestuais austríaca, alemã, italiana e polaca – a nossa intervenção está em conformidade com a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, que é o primeiro tratado internacional a reconhecer a língua gestual e os direitos humanos linguísticos das pessoas com deficiência auditiva.

O nosso objetivo é permitir um maior autoestudo, mais autodeterminação e a valorização - o formato acessível significa que os surdos /deficientes auditivos podem ter acesso à informação sobre o direito laboral sem ajuda, sem auxílio de comunicação ou interpretação. Além disso, a disponibilização de ferramentas digitais online contribui para reduzir as disparidades no acesso e no envolvimento com as tecnologias digitais na educação não formal para pessoas à procura de emprego com deficiência auditiva / surdez.


Share your Story!

Inspirou-se nesta história? Informe-nos utilizando os comentários abaixo e tenha a oportunidade de ganhar um presente exclusivo da EPALE!

5 utilizadores por mês (de maio a novembro de 2021) de entre os que fizerem comentários numa história da comunidade de 2021 serão escolhidos aleatoriamente e receberão um presente. Os comentários deverão ser relevantes e relacionados com o tema para serem considerados elegíveis.

Login (2)

Pretende outro idioma?

Este documento também está disponível noutro(s) idioma(s). Selecione um, abaixo.
Switch Language

Want to write a blog post ?

Don't hesitate to do so! Click the link below and start posting a new article!

Discussões mais recentes

Focos temáticos 2021 da EPALE. Vamos começar!

Convidamo-lo(a) a enriquecer o que definimos para que este seja um ano intenso, contando com os seus contributos e experiência! Vamos começar por participar nesta discussão online. A discussão terá lugar a 9 de março de 2021, terça-feira, entre as 10:00 e as 16:00 CET (9:00 / 15:00 Lisboa). A discussão escrita será precedida por uma transmissão ao vivo com uma introdução aos focos temáticos de 2021 e será apresentada por Gina Ebner e Aleksandra Kozyra, da Associação Europeia para a Educação de Adultos (EAEA), em representação do Conselho Editorial da EPALE.

Mais

Debate da EPALE: o futuro da educação de adultos

A 8 de julho de 2020 (quarta-feira), com início às 10 horas e encerramento às 16 horas (CEST), a EPALE irá promover um debate online sobre o futuro da educação de adultos. Vamos discutir sobre o futuro do setor da educação de adultos, os novos desafios e oportunidades. O debate será moderado pela especialista da EPALE Gina Ebner, secretária-geral da EAEA.

 

Mais

Comunidade EPALE: partilhe os seus exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da educação para a cidadania

No âmbito do foco temático na Educação para a Cidadania, queremos ouvi-lo(a) a si – membro da comunidade EPALE – sobre exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da Educação para a Cidadania para adultos.

Mais