European Commission logo
Create an account
Blog
Blog

Jelena Bojovic: Giz, apagador e porta da despensa na cozinha

Aprender algo de novo ajuda-me a redescobrir-me a mim mesma, as minhas paixões e hobbies.

Jelena Bojovic

Breve biografia

Sou uma profissional associada - uma pedagoga numa escola secundária. Através da minha experiência anterior na escola, adquiri e abri-me a novas perspetivas de desenvolvimento pessoal e profissional. Transfiro esta experiência adquirida a participantes adultos enquanto formadora, usando vários tipos de formações e através de um programa de desenvolvimento profissional contínuo. Gosto de aprender e de descobrir o desconhecido na área das Tecnologias de Informação (TI).

A minha história

O mais bonito na aprendizagem é que ninguém lhe pode retirar o que aprendeu. B. B. King.

Giz, apagador e a porta da despensa na cozinha... Pode parecer estranho, mas, na verdade, foi o começo. Essa foi a nossa primeira escolinha particular de educação não-formal. Eu era a aluna e minha irmã mais velha era a professora. Conscientes ou não, adquirimos as nossas primeiras competências e conhecimentos através desta brincadeira naquela porta. A minha irmã, que hoje trabalha como professora, trocou a porta da despensa pelo quadro verde, e eu, a sua primeira aluna, por um grupo de jovens e de alunos carinhosos de oito anos.

Os momentos das minhas primeiras memórias de infância de que me lembro são as reuniões de família realizadas aos domingos. Cresci com professores de matemática e de história, engenheiros, tios, avós e profissionais de educação que contribuíram parcialmente para a minha escolha profissional, embora não tivessem consciência disso. Talvez tenha sido a minha irmã e as suas aulas na nossa pequena sala de aula. Sempre desempenhei as minhas funções de pedagoga escolar com facilidade e prazer desde o primeiro dia.

O que caracteriza o meu trabalho e todas as atividades diárias que realizo na escola são o que motiva a transferência de conhecimentos, competências e técnicas de aprendizagem aos adultos. Todas as diretrizes, apoio e informações claras para o desenvolvimento pessoal e profissional que proporciono aos meus colegas e associados representam tanto um desafio quanto um incremento pessoal.

Ávida por aprender e por adquirir novas competências, aceitei e habituei-me facilmente ao papel de formadora em educação de adultos e encarei-o de forma responsável e abrangente.

As instruções, as sugestões, o ensino, a transferência de conhecimento, as descobertas e o desenvolvimento tornaram-se a minha rotina diária. Não é fácil ficar em frente aos adultos e ensinar, mas o sucesso de cada formação gera uma sensação de realização e de satisfação pessoal. O meu receio inicial e a falta de autoconfiança desapareceram gradualmente e transformaram-se num nervosismo positivo. Sinto-me motivada pelo feedback dos participantes das várias sessões de formação que asseguro. Os seus rostos demonstram satisfação e, dessa forma, estimulam-me a explorar novas técnicas e métodos para o ensino dos adultos.

Desde o início da EPALE, a educação de adultos tornou-se o meu novo ponto de contacto com o mundo – formações, workshops, conferências, simpósios e novos contactos abriram novas oportunidades de desenvolvimento pessoal. A maior motivação na educação de adultos é quando descubro novas oportunidades para aprender algo de novo sobre mim mesma.

Aprender algo de novo ajuda-me a redescobrir-me a mim mesma, as minhas paixões e hobbies. Trabalhar com adultos traz sempre a oportunidade de obter novos conhecimentos e garante que eu esteja motivada para continuar a fazer parte da educação de adultos a longo prazo.

A educação fez-me melhorar e desenvolver os meus conhecimentos e competências, conhecer pessoas criativas e interessantes, expandir a minha projeção e fortalecer as minhas capacidades de aprendizagem. Ser docente é uma função que garante o melhor resultado possível. Se tivesse de escolher de novo, faria o mesmo. A minha profissão exige responsabilidade e é interessante pelas diversas oportunidades em educação, pela comunicação diária com inúmeros profissionais de educação e, principalmente, pelo ensino e aprendizagem.

Pensar no que me motiva a fazer parte do processo educativo, significaria certamente uma longa lista. Destacam-se os sorrisos dos aprendentes adultos quando percebem que aprenderam algo novo, quando percebem que algo que parecia impossível se tornou possível, bem como a aprendizagem conjunta de coisas novas e a esperança de que os aprendentes transfiram a sua experiência positiva e assim estimulem outras pessoas a aprender e a desenvolverem-se profissionalmente. Para concluir, a aprendizagem inicial realizada na mesa da cozinha numa pequena sala de aula improvisada criou a base sólida para a minha profissão ao longo da vida e para a minha atitude relativamente à educação. My motto

Login (2)

Pretende outro idioma?

Este documento também está disponível noutro(s) idioma(s). Selecione um, abaixo.
Switch Language

Want to write a blog post ?

Don't hesitate to do so! Click the link below and start posting a new article!

Discussões mais recentes

Focos temáticos 2021 da EPALE. Vamos começar!

Convidamo-lo(a) a enriquecer o que definimos para que este seja um ano intenso, contando com os seus contributos e experiência! Vamos começar por participar nesta discussão online. A discussão terá lugar a 9 de março de 2021, terça-feira, entre as 10:00 e as 16:00 CET (9:00 / 15:00 Lisboa). A discussão escrita será precedida por uma transmissão ao vivo com uma introdução aos focos temáticos de 2021 e será apresentada por Gina Ebner e Aleksandra Kozyra, da Associação Europeia para a Educação de Adultos (EAEA), em representação do Conselho Editorial da EPALE.

Mais

Debate da EPALE: o futuro da educação de adultos

A 8 de julho de 2020 (quarta-feira), com início às 10 horas e encerramento às 16 horas (CEST), a EPALE irá promover um debate online sobre o futuro da educação de adultos. Vamos discutir sobre o futuro do setor da educação de adultos, os novos desafios e oportunidades. O debate será moderado pela especialista da EPALE Gina Ebner, secretária-geral da EAEA.

 

Mais

Comunidade EPALE: partilhe os seus exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da educação para a cidadania

No âmbito do foco temático na Educação para a Cidadania, queremos ouvi-lo(a) a si – membro da comunidade EPALE – sobre exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da Educação para a Cidadania para adultos.

Mais