European Commission logo
Criar uma conta
Blog
Blog

Hideaki Uenishi: As pessoas têm um tesouro chamado "curiosidade" nos seus corações

Existe uma palavra em japonês designada "ikigai". É traduzida por "vale a pena viver".

Hideaki Uenishi

Breve biografia

Tenho 59 anos e sou japonês. Ensino japonês na Universidade de Ghent e na escola para adultos CVO LBC na região de Mechelen, na Bélgica. Comecei a lecionar numa escola para adultos, GLTT CVO, em 2007. Criei uma escola de japonês online, em setembro de 2022, porque não há oportunidades de aprendizagem suficientes para alunos que desejem continuar a aprender níveis mais avançados.

A minha história

Há 15 anos atrás, a língua chinesa era extremamente popular e o japonês era de interesse apenas para alguns fãs de mangá e de anime. No entanto, desde então, o interesse pela cultura japonesa aumentou e o número de alunos matriculados em estudos japoneses nas universidades, bem como o número de cursos de língua japonesa em escolas para adultos aumentaram gradualmente. Mesmo agora, essa tendência mantém-se. São realizados em vários lugares, todos os anos, muitos eventos relacionados com o Japão e palavras japonesas podem ser vistas em muitas esquinas da Europa.

À medida que o interesse da sociedade aumenta, as salas de aula serão preenchidas com pessoas de diversas origens e a dificuldade em ensinar irá aumentar. Os jovens que progridem facilmente nos seus estudos e os mais velhos que têm dificuldade em alcançar os seus resultados de aprendizagem sentam-se juntos. Os primeiros, no entanto, estão tão ocupados com o seu trabalho e estudos que, frequentemente, alguns desistem da escola, enquanto os segundos desistem regularmente de aprender, devido a dificuldades relacionadas com a idade. A dificuldade de aprender uma língua com caracteres e gramática diferentes parece enorme para quem só teve a experiência de aprender línguas europeias.

Considerando a situação social na Europa, o japonês não é uma língua indispensável. É improvável que a aprendizagem ajude diretamente a conseguir um novo emprego ou a progredir na carreira. Nenhum dos meus antigos alunos das escolas para adultos aprendeu japonês por se necessário para o trabalho. Geralmente, a motivação para aprender japonês é desencadeada por interesses pessoais e não por questões práticas.

Aprender um idioma não tem sentido se não estiver diretamente interligado com a vida real? A resposta é “NÃO."

As pessoas têm um tesouro chamado "curiosidade" nos seus corações. É a emoção de fazer descobertas, o sentimento de alegria ao enfrentar desafios difíceis e o entusiasmo por expandir o seu mundo. Todos nós experimentámos tais sentimentos quando a educação se popularizou e a internet passou a proporcionar acesso instantâneo a vários tipos de informação.

curiosity

Acho que ensinar japonês em educação de adultos é responder à curiosidade dos alunos. Por esse motivo, procuro ensinar o terceiro "japonês" numa escola para adultos. Não é o "japonês" que os universitários devem aprender para o futuro, nem o "japonês" que os pais japoneses querem passar aos seus filhos e netos que crescem no estrangeiro. Envolve as dificuldades típicas de aprender um idioma, como memorizar palavras e conjugar verbos. Com o japonês, deve-se memorizar kanji e regras gramaticais que não existem nas línguas europeias. Às vezes, o estudo pode ser aborrecido. Contudo, existem várias "coisas desconhecidas", portanto os professores japoneses devem ajudar os alunos na sua deteção e exploração e convidar as pessoas a aprofundar a estimulação cultural e intelectual.

No ano passado, ensinei principiantes, pela primeira vez, em vários anos. Mantendo os meus ideais firmemente em mente, procurei tornar a aprendizagem divertida sem causar stress aos alunos. Usámos canetas de caligrafia para praticar a escrita de cartas e visitámos uma exposição relacionada com o Japão. Os intensos exames realizados várias vezes ao ano foram substituídos por pequenas avaliações periódicas, permitindo que os alunos os fizessem principalmente online no seu tempo livre em casa. Como avaliação final, criámos um vídeo de apresentação em japonês feito por todos os alunos para confirmar os resultados de aprendizagem dos nove meses. A par das aulas regulares em escolas para adultos, criei uma escola de japonês online para alunos de nível intermédio, sem necessidade de frequentar uma sala de aula. Embora a situação em que se encontrem seja diferente, quero fazer de todas as salas de aula um lugar onde as pessoas possam aprender japonês ao longo da vida.

hideaki

Existe uma palavra em japonês chamada "ikigai". É traduzida por "vale a pena viver". Não importa quantos anos tenhamos, se muitos alunos adultos puderem desfrutar do japonês como uma atividade intelectual e descobrir o valor de se viver lá, nada me deixaria mais feliz do que isso.

Interessado em aprender japonês?

Aqui estão alguns vídeos: Vídeo explicativo de gramática: there is/there areVídeo explicativo de gramática: date, days of weekVídeo de apresentação "Momotaro"

My motto

Login (2)

Pretende outro idioma?

Este documento também está disponível noutro(s) idioma(s). Selecione um, abaixo.
Switch Language

Want to write a blog post ?

Don't hesitate to do so! Click the link below and start posting a new article!

Discussões mais recentes

Focos temáticos 2021 da EPALE. Vamos começar!

Convidamo-lo(a) a enriquecer o que definimos para que este seja um ano intenso, contando com os seus contributos e experiência! Vamos começar por participar nesta discussão online. A discussão terá lugar a 9 de março de 2021, terça-feira, entre as 10:00 e as 16:00 CET (9:00 / 15:00 Lisboa). A discussão escrita será precedida por uma transmissão ao vivo com uma introdução aos focos temáticos de 2021 e será apresentada por Gina Ebner e Aleksandra Kozyra, da Associação Europeia para a Educação de Adultos (EAEA), em representação do Conselho Editorial da EPALE.

Mais

Debate da EPALE: o futuro da educação de adultos

A 8 de julho de 2020 (quarta-feira), com início às 10 horas e encerramento às 16 horas (CEST), a EPALE irá promover um debate online sobre o futuro da educação de adultos. Vamos discutir sobre o futuro do setor da educação de adultos, os novos desafios e oportunidades. O debate será moderado pela especialista da EPALE Gina Ebner, secretária-geral da EAEA.

 

Mais

Comunidade EPALE: partilhe os seus exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da educação para a cidadania

No âmbito do foco temático na Educação para a Cidadania, queremos ouvi-lo(a) a si – membro da comunidade EPALE – sobre exemplos de boas práticas e de projetos bem-sucedidos no âmbito da Educação para a Cidadania para adultos.

Mais