European Commission logo
Criar uma conta
Poderá selecionar múltiplas palavras utilizando uma vírgula de separação

EPALE - Plataforma Eletrónica para a Educação de Adultos na Europa

Blog

As competências profissionais em 2023

Gostaria de chamar a atenção dos utilizadores da EPALE para o recente relatório The Job Skills of 2023, que se baseia nas perceções de 4 milhões de ap

TreeImage.
Dora SANTOS

Autoria: Anita LĪCE
Tradução: EPALE Portugal

 

Gostaria de chamar a atenção dos utilizadores da EPALE para o recente relatório The Job Skills of 2023 da Coursera, que se baseia nas perceções de 4 milhões de aprendentes em todo o mundo e revela as competências em rápido crescimento.

O relatório The Job Skills of 2023[1] é particularmente interessante por dois motivos:

  1. Centra-se nas competências digitais e humanas em rápido crescimento.
    • As competências digitais dizem respeito a um conjunto de aptidões que permitem compreender, utilizar e criar valor com e a partir da tecnologia. Incluem tudo, desde a digitação até à publicação nos media sociais, o desenvolvimento de software e a segurança cibernética. As competências digitais existem num espectro em constante evolução.
    • As competências humanas constituem a nossa capacidade de nos relacionarmos uns com os outros. Incluem uma variedade de competências cognitivas, sociais e emocionais, como a criatividade, o pensamento crítico, a interpretação da informação, a tomada de decisão, a liderança e a comunicação.
  2. A amostra impressionante da qual os dados são extraídos. Como sabemos, a Coursera é a maior plataforma MOOC em termos de utilizadores e, dos mais de 113 milhões de aprendentes do total na plataforma Coursera, este relatório baseia-se especificamente nas perceções de 4 milhões de aprendentes da Coursera de 3.000 empresas, de 3.600 instituições de ensino superior e de governos de mais de 100 países.

 

List of digital skills.

 

List of human skills.

As tendências em termos de competências em 2023, de acordo com o relatório, são as seguintes:

  1. As competências que crescem de forma mais acelerada são as digitais. No geral, as dez competências que apresentam um crescimento mais rápido são as digitais. A evolução contínua da tecnologia significa que os empregadores estão regularmente à procura de novas competências digitais em possíveis contratações, ao mesmo tempo que apostam na requalificação dos trabalhadores existentes.
  2. As competências digitais de crescimento mais acelerado estão a mudar de forma mais significativa do que as competências humanas em mais rápido crescimento. As dez principais competências digitais variam significativamente relativamente ao ano anterior - apenas duas foram mantidas ano após ano: a visualização de dados e a competência associada à experiência do utilizador. As competências humanas com procura permanecem mais estáveis, sugerindo uma procura perene por competências como a gestão da mudança e a comunicação.
  3. As competências centradas na experiência do utilizador estão em ascensão. Com a digitalização a acelerar em todos os setores, as competências associadas à experiência do utilizador revelam elevada procura, pois os consumidores esperam que as suas necessidades sejam atendidas com rapidez, eficácia e de uma forma acessível. As competências relacionadas com ferramentas para o sucesso do cliente e o design de experiência do utilizador têm tido um interesse crescente.
  4. As competências que combinam o conhecimento técnico e a gestão de projetos são novas na lista deste ano. À medida que as organizações aumentam os investimentos em competências digitais, ter conjuntos de competências que ajudem as organizações a gerir e a apoiar as equipas técnicas está a tornar-se mais importante do que nunca para o cumprimento de prazos e objetivos internos, para garantir que os recursos sejam alocados e geridos de forma sensata e para aumentar a eficiência.
  5. As competências como a visualização e a análise de dados estão a crescer e podem complementar as competências humanas tradicionais, como a gestão de pessoas e a criação de narrativas. À medida que as organizações procuram agregar valor a partir de abordagens baseadas em dados, desde as equipas de TI às de RH, ser capaz de entender e usar dados para comunicar de forma eficaz está a tornar-se uma competência obrigatória, independentemente do percurso de carreira.
  6. As competências de gestão para orientar equipas em processo de mudança estão entre as que mais crescem. Os gestores têm estado sob maior pressão desde a pandemia e num contexto de maior incerteza macroeconómica. Em resposta, as organizações estão a reconhecer a crescente importância das competências de liderança e de gestão, necessárias para gerir com eficácia a mudança a nível individual, de equipa e organizacional.
  7. A comunicação com colegas, clientes e possíveis clientes é fundamental para o trabalho híbrido. A partilha eficaz de informação deve continuar a ser uma competência vital para aprendentes e organizações em 2023. Estas competências ajudam as organizações a interligarem-se com os clientes, a orientarem equipas internas e a conduzirem discussões estratégicas.

O relatório também recorda as três tendências nas práticas de desenvolvimento de competências no mercado de trabalho:

  1. As condições económicas e políticas estão a contribuir para o resfriamento do mercado de trabalho. A otimização é o novo mantra e, com esta, o foco estratégico no desenvolvimento de competências é essencial para empregadores e candidatos a emprego.
  2. As abordagens baseadas em competências na aprendizagem e na contratação estão em ascensão.
  3. O papel das microcredenciais está a evoluir. Enquanto um número crescente de empregadores está a remover os requisitos associados a um diploma/grau, as credenciais que não conferem grau estão a crescer em popularidade, com 90% dos estudantes a concordarem que um certificado profissional ajudá-los-á a destacarem-se perante os empregadores e com 76% dos empregadores a afirmarem que é mais provável que contratem um candidato que tenha adquirido uma.[2]
 

[1] Coursera. (2023). The Job Skills of 2023. The fastest-growing job skills for businesses, governments, and higher education institutions.

[2] Coursera. (2022). From higher education to employment: how your university can connect learning to career outcomes.

Login (4)

Pretende outro idioma?

This content may also be available in other languages. Please select one below
Switch Language

Want to write a blog post ?

Não hesite em fazê-lo!
Clique no link abaixo e comece a publicar um novo artigo!

Discussões mais recentes

Profile picture for user n00aafyb.
Enid-teach Portugal
Community Hero (Gold Member).

Aprendizagem Ativa e Gamificada

Este é um espaço para os participantes do NOOC3 - Aprendizagem Ativa e Gamificada (implementado pelo projeto ENID- Teach) colocarem as suas ideias e debaterem os temas/recursos disponibilizadas pelo curso.
Também se pretende que seja um local para partilharem práticas inovadoras segundo as metodologias ativas e gamificadas.

Mais
TreeImage.
Cristina PEREIRA

Focos temáticos 2021 da EPALE. Vamos começar!

Convidamo-lo(a) a enriquecer o que definimos para que este seja um ano intenso, contando com os seus contributos e experiência! Vamos começar por participar nesta discussão online. A discussão terá lugar a 9 de março de 2021, terça-feira, entre as 10:00 e as 16:00 CET (9:00 / 15:00 Lisboa). A discussão escrita será precedida por uma transmissão ao vivo com uma introdução aos focos temáticos de 2021 e será apresentada por Gina Ebner e Aleksandra Kozyra, da Associação Europeia para a Educação de Adultos (EAEA), em representação do Conselho Editorial da EPALE.

Mais
TreeImage.
Cristina PEREIRA

Debate da EPALE: o futuro da educação de adultos

A 8 de julho de 2020 (quarta-feira), com início às 10 horas e encerramento às 16 horas (CEST), a EPALE irá promover um debate online sobre o futuro da educação de adultos. Vamos discutir sobre o futuro do setor da educação de adultos, os novos desafios e oportunidades. O debate será moderado pela especialista da EPALE Gina Ebner, secretária-geral da EAEA.

 

Mais