chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE - Elektronisch platform voor volwasseneneducatie in Europa

Leermiddel

“Analysis and overview of NQF level descriptors in European countries”

Taal: EN

Gepost door Ana Isa Figueira

Todos os 39 países que participaram na implementação do Quadro Europeu de Qualificações (QEQ) definiram - e em grande parte adotaram - níveis de qualificação alicerçados em resultados de aprendizagem. Esta é a principal conclusão do relatório “Analysis and overview of NQF level descriptors in European countries”, da autoria do Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional (CEDEFOP), publicado em junho.

Segundo este documento, a análise ilustra a influência do QEQ nos descritores de nível nacional e demonstra como os países ajustaram e desenvolveram ainda mais a abordagem dos resultados de aprendizagem de acordo com as necessidades e prioridades nacionais. Os descritores de nível nacional foram desenvolvidos principalmente por meio de amplo diálogo entre os diferentes interessados.

Os descritores de nível são elementos essenciais dos quadros nacionais de qualificações estabelecidos e implementados em toda a Europa. Estes definem o que se entende por resultados de aprendizagem, descrevem o que se espera que um indivíduo conheça, seja capaz de fazer e entender, tendo adquirido uma qualificação num determinado nível.

Nesta publicação é referido que Portugal é um dos 34 países que tinha, até ao final de 2017, referenciado formalmente o seu quadro nacional de qualificações (QNQ) ao QEQ. Ainda em relação a Portugal, o relatório descreve pormenorizadamente os principais elementos dos descritores de nível do QNQ e faz uma descrição detalhada para a interpretação dos domínios dos descritores de nível.

Este documento conclui que este processo tem sido geralmente bem-sucedido, ilustrando que os países têm tido em consideração os principais elementos terminológicos e conceptuais dos descritores do QEQ. Existe um entendimento comum, tanto de semelhanças como de diferenças, que parece compensar as divergências também identificadas nesta análise. Esta convergência, no entanto, pode ser vista como um primeiro passo importante, mas não como suficiente por si só para garantir confiança e compreensão mútuas.

Auteurs van het materiaal: 
CEDEFOP
ISBN: 
978-92-896-1362-0
Publicatiedatum:
donderdag, 31 oktober, 2013
Taal van het document
Type materiaal: 
Studies en rapporten
Land:
Share on Facebook Share on Twitter Epale SoundCloud Share on LinkedIn Share on email