chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE - Piattaforma elettronica per l'apprendimento degli adulti in Europa

Apprendimento non-formale e informale

Notizie

| 7 Agosto 2015

Haridus- ja Teadusministeerium kuulutab välja konkursi partneri leidmiseks „Elukestva õppe strateegia 2020“ täiskasvanuhariduse programmi tegevuste elluviimiseks.
Konkursi eesmärk on leida partner, kes Euroopa Sotsiaalfondi vahenditest toetatava tegevuse „Täiskasvanuhariduse edendamine ja õppimisvõimaluste avardamine“ raames korraldab:
- piirkondlikku koostöö arendamist keskhariduseta ja erialase hariduseta täiskasvanute tagasitoomiseks tasemeõppesse;
- elukestva õppe populariseerimist.

da Martedì 8 Dicembre 2015 a Sabato 12 Dicembre 2015, Hungary

Rahvusvaheline meetodimess Tool Fair X – „Ületa piire“

Meil on hea meel välja hõigata, et järgmine „Tool Fair X“ meetodimess toimub 8.-12. detsembril Ungaris Budapestis. Et kogeda erinevaid õpimeetodeid jätkab „Tool Fair X“ noortevaldkonnas juba tuttava ja põneva vormiga ideeturust ja katselavast.

Meetodimess on rahvusvaheline kohtumispaik neile, kes on valmis ületama piire, venitama oma vaimu paremale ja vasakule – oma õppimisalaste arusaamade proovilepanekust rääkimata.

Blog

| 31 Luglio 2015

A seguito della giornata EPALE su innovazione e alfabetizzazione digitale, dell’8 luglio scorso, e delle belle discussioni che ha generato,  ho cercato di individuare quali sono gli aspetti più interessanti per chi lavora nel campo dell’educazione degli adulti (o EDA), in modo da proporli come spunti per nuove attività, soprattutto nel campo dell’apprendimento non formale.

Blog

| 30 Luglio 2015

Open Educational Resources (OER) have the potential to broaden access to education and to improve the quality and cost-effectiveness of teaching and learning in Europe. The best way to put OERs into practice is through Massive Open Online Courses (MOOCs). MOOCs are large-scale courses that represent one of the latest developments in open education, an initiative that is always trying to improve quality, access and equality in education and training.

Notizie

| 30 Luglio 2015

Inscriptions are open to enroll in the new MOOC course launched by European Commission-funded ECO (E-learning, communication and Open-data). Designed and developed by the University of Manchester, “Videos for teaching, learning and communication” provides a range of assessed modules relevant to today’s web 2.0 world. It constitutes a ubiquitous, accessible and tailored tool for further learning to enhance employability and continued professional development.

Notizie

| 30 Luglio 2015

El Proyecto europeo ECO (E-learning, communication and Open-data) lanza el Nuevo MOOC “Videos for teaching, learning and communication”, diseñado y desarrollado por la Universidad de Manchester. Abierto y gratuito, el curso constituye una herramienta accesible y personalizada para la formación continua y el desarrollo profesional en el ámbito de la enseñanza.

Risorse

| 30 Luglio 2015

The Mobility Learning Suite has been developped in the context of the project VILMA - Validation of Informal Learning in Mobility Actions - funded by the Lifelong Learning Programme.

The VILMA Mobility Learning Suite is a modular instrument for interested European mobility providers. It can be used in order to:

Blog

| 30 Luglio 2015

Pe blogul său, Michael Osborne a explicat conceptul de orașe de învățare, a arătat beneficiile acestora pe scară largă și a indicat cine ar trebui sa fie implicat în dezvoltarea lor. Subiectul orașelor învățare va continua să se dezvolte pe agenda politică pe măsură ce mai multe orașe se confruntă cu provocări care pot fi gestionate eficient numai folosind o abordare coordonată și învățarea este o parte esențială a acesteia.

Conceptul de politică

da Lunedì 19 Ottobre 2015 a Domenica 25 Ottobre 2015, Austria

Austrian Festival of Reading

The nation-wide campaign aims to promote reading and literature and to show the importance of libraries for our society.

Numerous public and university libraries open their doors for public readings, discussion forums, reading nights, literary cafés, book exhibitions and competitions.

source photograph: BVOE/Lukas Beck

da Lunedì 19 Ottobre 2015 a Domenica 25 Ottobre 2015, Austria

Lesefestival „Österreich liest“

Ziel der österreichweiten Kampagne "Österreich liest. Treffpunkt Bibliothek" ist es, neue LeserInnen zu gewinnen und Lust auf Literatur zu machen, sowie den Stellenwert des Lesens und der Bibliotheken zu steigern.

Zahlreiche öffentliche und wissenschaftliche Bibliotheken beteiligen sich an der Kampagne. Am Programm stehen Lesungen, Diskussionsrunden, Lesenächte, Literatur-Cafès, Buchausstellungen, Literaturwanderungen, Bilderbuchkinos und Wettbewerbe.

Foto: BVOE/Lukas Beck

da Domenica 30 Agosto 2015 a Martedì 1 Settembre 2015, Austria

„Designing learning spaces“ – Congress of the Austrian Association of Research and Development in Education

This year’s congress topic is „Designing learning spaces“. The congress is addressed at professionals in the area of design and evaluation of learning environments.

The goal is to look at the topic from different perspectives and from various professional backgrounds. In addition to contributions on the topic of learning spaces, various concepts from educational research and related disciplines are discussed – e.g. a plenary session by Cornelia Wustmann on the topic of elementary pedagogics.

source photograph: Lupo  / pixelio.de

Risorse

| 29 Luglio 2015

Le FSE (Fonds Social Européen contribue au projet "Job'In", un projet en Belgique qui  offre une aide adaptée aux chômeurs qui désirent créer leur propre entreprise.

Dans le cadre de ce projet, des chômeurs de la région wallonne de Belgique reçoivent les conseils et formations nécessaires pour démarrer  leur propre entreprise. 

 Le projet détaillé se trouve sur le site du FSE: "Job'In"

 

 

Risorse

| 29 Luglio 2015

La série de rapports nationaux de l'OCDE sur le thème "Apprendre au-delà de l’école", étudie les politiques nationales en matière de formations professionnelles.

Ces rapports sont disponibles en français, anglais,allemand et espagnol.

N'hésitez pas à les consulter en cliquant ici 

Risorse

| 27 Luglio 2015
A partir de um referencial da crítica feminista, dos estudos pós-coloniais, da pedagogia freireana e dos fundamentos da investigação da ação participativa, apresenta-se a reflexão sobre a produção e transmissão de conhecimento fora dos contextos institucionais de educação. A educação não formal é aquela que se aprende "no mundo da vida", via os processos de compartilhamento de experiências, principalmente em espaços e ações coletivos cotidianas. Articulada com a educação cidadã, a educação não-formal volta-se para a formação de cidadãos(as) livres, emancipados, portadores de um leque diversificado de direitos, assim como de deveres para com o(s) outro(s). Neste texto revêem-se conceitos e procura-se estabelecer a sua raiz paradigmática. Ao mesmo tempo, procura-se compreender como práticas novas, advindas tanto da sociedade civil como da sociedade política, no campo do associativismo e das políticas pública, entroncam em processos de educação não formal. Trata-se de processos participativos em movimentos populares, ONGs e outras entidades civis (fundações, associações, cooperativas etc.), desafiados à promoção de uma educação cidadã, participativa e emancipatória.

Risorse

| 27 Luglio 2015
O conceito de comunidade pode ser visto na sua complexidade desde um ponto de vista sociológico, mas também desde um ponto de vista político e, sobretudo, educativo. Neste artigo, depois de refletirmos sobre o conceito de comunidade, apresentamos os resultados de estudo de caso realizado numa comunidade do norte do Algarve. Esta investigação foi realizada, originalmente, com o objetivo de compreender em profundidade, os processos de desenvolvimento local que ocorreram no território, a partir de 1985. Neste artigo, os resultados que apresentamos focam-se sobretudo nos fatores que provocavam o conflito e nas formas de mediação que estiveram presentes, ao longo de quase duas décadas de processos comunitários. Os nossos resultados mostram que a mediação pode ser usada como fator explicativo de muitos acontecimentos comunitários. Mostram ainda que a mediação no desenvolvimento comunitário pode ter um papel central na promoção do coletivo e na promoção de formas de cooperação comunitárias, combatendo os protagonismos individuais e a fragmentação das redes sociais locais. Concluindo, a mediação em contexto de processos comunitários de desenvolvimento deve ser planificada e usada de forma consistente.

Risorse

| 24 Luglio 2015

Der Essay gibt einen Überblick über die politischen Entwicklungen zur Anerkennung nicht formalen Lernens auf europäischer Ebene. Er beschreibt die größten Hindernisse und Herausforderungen für eine breitere Anerkennung und den gesellschaftlichen Einfluss nicht formalen Lernens. Darüber hinaus werden einige mögliche Lösungsansätze vorgeschlagen.

Risorse

| 23 Luglio 2015

It is the final report of a project aiming to explore the approaches to recognise non-formal certificated learning in the UK (highlighting the different developments under the qualification frameworks of the devolved nations), the Netherlands and Finland. The project was conducted under the UK European Qualifications Framework (EQF) Work Programme 2012/2013. The project focused on the recognition of non-formal learning where learning and training is delivered, assessed and quality assured and learners receive some kind of certification outside of the formal system.

Risorse

| 23 Luglio 2015
Este trabalho de investigação, desenvolvido no domínio da Educação e Formação de Adultos, procura saber porque é que os adultos com mais de 35 anos voltam à escola depois de um interregno de escolarização superior a 20 anos. O seu objetivo é contribuir para o aprofundamento da compreensão de uma problemática inovadora e cada vez mais atual: os adultos voltam “à escola”, mas quais são as suas motivações e expetativas depois de acabarem o ensino secundário. Considerando que esta problemática se situa na interface entre o sistema educativo, o mundo do trabalho e a sociedade em geral, o quadro teórico de referência foi construído a partir de uma abordagem multidisciplinar, de forma a fornecer um enquadramento que pudesse abarcar a complexidade dos fenómenos em questão, na perspetiva da investigação educativa. O estudo empírico foi desenvolvido através de entrevistas individuais (estudo I) e coletiva (focus group – estudo 2), com a finalidade de identificar e caracterizar que tipo de adultos voltam à escola e que acabam os seus estudos do ensino secundário durante a durabilidade prevista do percurso escolar, a saber, o ensino recorrente de nível secundário (três anos – estudo 1) ou do curso EFA de habilitação escolar de tipo A (dois anos – estudo 2). Trata-se de uma investigação de caráter qualitativo, que para ser realizada teve como critério relevante a escolha de sujeitos com mais de 35 anos e terem concluído o ensino secundário na altura prevista. Os dados obtidos foram objeto de uma análise crítica articulada com o enquadramento teórico, procurando evidenciar as motivações e expetativas existentes nestes alunos adultos. A partir dos seus relatos foi possível conhecer os seus resultados escolares, até que chegassem ao ensino secundário, assim como as dificuldades enfrentadas e perceber o que a escola representa para estes sujeitos, nas duas modalidades de ensino. Foi possível ainda apontar algumas contribuições trazidas pelo ato de escolarizar-se para a melhoria da quali-dade de vida a nível pessoal, profissional e social. Como conclusão, parece verificar-se a existência de vários discursos teóricos que nem sempre são convergentes com o enquadramento teórico de suporte das Ciências da Educação, como é exemplo a transposição da pedagogia de tipo escolar para os adultos.

Pagine

Abbonamento a RSS - Apprendimento non-formale e informale