chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE

e-Platforma za obrazovanje odraslih u Europi

 
 

Blog

European Association for the Education of Adults (EAEA) Newsletter

23/08/2018
po Ana Isa Figueira
Jezik: PT

O primeiro artigo da mais recente newsletter da Associação Europeia para a Educação de Adultos (EAEA) dá destaque à grande preocupação desta Associação no que se refere à baixa percentagem de financiamento previsto pela Comissão Europeia para o setor da educação de adultos (abaixo dos 4%).

Embora se congratule com a duplicação do orçamento global para o futuro programa Erasmus, a EAEA defende que a quota do orçamento para a educação de adultos precisa de ser significativamente mais elevada para que esta possa causar impacto. A Associação afirma que a educação de adultos enfrenta muitos dos desafios mais prementes da Europa mas o financiamento que lhe será destinado no futuro orçamento da União Europeia (UE) sinaliza o fracasso no reconhecimento da sua importância, tendo esta um potencial significativamente superior ao de qualquer outro subsetor da educação: 55% da população total na União Europeia está entre os 25 e os 65 anos de idade e quase 85% tem entre os 15 e os 65 anos ou mais. A proposta orçamental também restringe o grupo-alvo da educação de adultos a pessoas com baixas qualificações. Além disso, os níveis de participação na educação de adultos entre a população trabalhadora são de cerca de 11%, longe do critério de referência (15%) do quadro Educação e Formação 2020 e do novo critério de referência até 2025 (25%).

O segundo artigo desta newsletter destaca a declaração da EAEA relativamente ao Espaço Europeu da Educação. Esta associação defende que este espaço não deve deixar os adultos para trás. Embora os mais recentes planos da Comissão Europeia para promover o Espaço Europeu da Educação sublinhem o compromisso para com a Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV), as medidas propostas não estão incorporadas numa abordagem holística da mesma. A reação da EAEA ao Segundo Pacote do Espaço Europeu da Educação exige uma consideração mais forte de todas as faixas etárias e estágios de aprendizagem e relembra que a proposta de recomendação do Conselho sobre sistemas de educação e cuidados de elevada qualidade para a primeira infância não reconhece o papel crucial da aprendizagem em família, que proporciona aos adultos as competências e os conhecimentos necessários para apoiarem a educação dos seus filhos.

No que diz respeito à recomendação do Conselho relativa a uma abordagem global do ensino e da aprendizagem das línguas que possibilite a criação de uma Europa multilingue, a EAEA afirma que, apesar desta ambição, a proposta concentra-se na aprendizagem de línguas na escola e no ensino superior, omitindo o papel da educação de adultos para a aprendizagem das mesmas.

Segundo esta associação a proposta não tem em conta que “cerca de um quinto da população adulta tem baixas competências e mais de um terço possui competências intermédias na sua língua materna, de acordo com o estudo PIAAC".

Pode subscrever a newsletter desta associação neste link: https://eaea.us5.list-manage.com/subscribe?u=b04b374858f0d7baa6c0a5b21&id=5edd03a69d

 

 

Share on Facebook Share on Twitter Epale SoundCloud Share on LinkedIn