chevron-down chevron-left chevron-right chevron-up home circle comment double-caret-left double-caret-right like like2 twitter epale-arrow-up text-bubble cloud stop caret-down caret-up caret-left caret-right file-text

EPALE - Plateforme électronique pour l'éducation et la formation des adultes en Europe

Ressources

| 14 Juillet 2015
| par GIACOMO SCARZANELLA

SEMINARIO NAZIONALE EPALE - FIRENZE 8 LUGLIO 2015

"L'innovazione condivisa: l'esperienza dei FabLab e dell'Alfabetizzazione digitale in ambito EDA" Angelo Bongio - Umberto Rega.

Questo è stato l'intervento dei componenti del FaberLab di Varese durante il seminario EPALE che si è svolto a Firenze mercoledi 8 Luglio. L'intervento ha suscitato molto interesse tra i partecipanti che hanno potuto conoscere e scoprire le dinamiche di una realtà consolidata e attiva sul territorio italiano.

 

Ressources

| 14 Juillet 2015
| par Nina Geis

Anlässlich seines 40. Geburtstags hat das Europäische Zentrum für die Förderung der Berufsbildung (Cedefop) eine Sonderausgabe seiner Publikationsreihe "Spotlight on VET" herausgegeben. Die Festschrift stellt die Berufsbildungssysteme der europäischen Staaten übersichtlich dar. Sie kann kostenlos in englischer Sprache auf der Website des Cedefop heruntergeladen werden.

Quelle: NA beim BIBB

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Emma Grainger

One of the EU education and training benchmarks aims for 15% of 25-64 year-olds to participate in lifelong learning by 2020. This paper is the first in a series which aims to monitor Ireland’s progress towards this target by examining the number and share of persons aged 25-64 years who had engaged in lifelong learning activities. 

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Emma Grainger
The work of the Expert Group on Future Skills Needs identifies the skills required by enterprise over occupations and sectors, and provides coherent information to education and training providers on alignment of programmes with employers’ needs, to underpin labour market activation programmes, and to assist individuals to make an informed decision around employment opportunities and career choice.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
O artigo apresenta dados empíricos de caracterização do modo como se organiza e dinamiza o trabalho educativo no sistema português de certificação de adquiridos ou Sistema Nacional de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (SNRVCC), tendo por base um estudo de caso realizado no Centro Novas Oportunidades (CNO) da Associação Nacional das Oficinas de Projecto (ANOP). São identificadas características do modo como o trabalho educativo em RVCC foi concebido e implementado naquele Centro durante o período analisado, tornando possível a posterior reflexão sobre eventuais diferenças comparativas com o modelo escolar de educação de adultos (EA). Por fim, problematiza-se a noção de trabalho educativo em EA partindo de uma abordagem abrangente, heterogénea e complexa do conceito, cuja fonte radica nos princípios do movimento da educação permanente.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par EPALE Deutschland

Wie können Referenzen für Tätige in der Freiwilligenarbeit europaweit einheitlich aussehen? Und wie sollten die Referenzen von den Einrichtungen praktisch verfasst werden? Mit diesen Fragen haben sich acht Einrichtungen aus Deutschland, Großbritannien, Tschechien, Slowenien, Slowakei, Rumänien, Malta und Bulgarien gemeinsam beschäftigt.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
Este artigo pretende contribuir para a análise da emergência das Universidades da Terceira Idade em Portugal. A autora abordará, em primeiro lugar, a forma como os mais velhos têm sido tratados pelas políticas públicas e quais as representações sociais sobre os idosos que estão subentendidas nessas diferentes políticas. Este enquadramento histórico sobre as formas de tratar e perspectivar os mais velhos permitirá compreender sociologicamente algumas das condições para a emergência das Universidades da Terceira Idade em Portugal. Assim, duma forma breve, analisar-se-á o surgimento de uma política para a Terceira Idade em Portugal, focando a passagem de um período em que a velhice era uma velhice invisível para um período em que a velhice passa a ser uma velhice identificada e salientando os princípios norteadores dessa nova política que foi importada. Neste enquadramento, será estudada a emergência da primeira Universidade da Terceira Idade em Portugal, articulando com essa nova política da Terceira Idade.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
A mediação, enquanto prática socioeducativa, apesar de ser uma actividade com crescente visibilidade e enquadramento legal, tem ainda poucos estudos realizados que permitam a caracterização das actividades de mediação e do perfil dos mediadores socioeducativos. O estudo realizado teve dois objectivos centrais: identificar e definir o perfil socioprofissional dos mediadores socioeducativos e caracterizar contextos e práticas de mediação socioeducativa. Apesar de ser uma investigação em extensão, realizada em Portugal a nível nacional (N=225), é um estudo exploratório e predominantemente descritivo. A análise dos resultados obtidos no estudo realizado permite salientar alguns aspectos relevantes, que apontam para a importância da continuidade da investigação nesta área e para o investimento neste domínio de intervenção. Destacam-se as principais características sócio-demográficas e profissionais dos mediadores socioeducativos, a diversidade de contextos, de tipos de intervenção e de formação e aspectos relativos à percepção da auto-estima individual e de pertença ao grupo.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
Apesar da evolução dos indicadores na participação dos papéis sociais e de uma flexibilização relativa às atitudes no que respeita às mulheres portuguesas, continua a verificar-se a prevalência dos valores tradicionais diferenciadores de género como uma classificação que as coloca num patamar social entendido como subsidiário e dependente. Ao contrário do que prevíramos, o retorno à escola representa uma imposição social que não encontra no sistema de ensino e de formação actual o acolhimento das necessidades formativas dessas mulheres.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Jodie Crossley
This article investigates the role of the arts in enabling prisoners to engage with learning and improve their literacy, and the impact this has on their rehabilitation and desistance from crime. It draws on data collected from prisoners who participated in arts interventions in three different Scottish prisons.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Christina NORWIG

In the course of the REGIONAL project, that aims to comparatively analyse Adult Learning (AL) policy formulation, implementation and financing in 16 regions in six countries within Europe, the project partners have conducted interviews with policy-makers and, in support of the interviews, analysed policy documents released between 2011 and 2014. in order to gain detailed insight into policy-making processes.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Christina NORWIG

The REGIONAL project presents a comparative analysis of Adult Learning (AL) policy formulation, implementation and financing in 21 regions in six countries across Europe during the period 2014-2015. This report is one of the project deliverables and, using information collected through primary and secondary research, presents a summary of the interview responses in relation to adult learning policy development for the Republic of Ireland.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Christina NORWIG

In the course of the REGIONAL project, that aims to comparatively analyse Adult Learning (AL) policy formulation, implementation and financing in 21 regions in six countries within Europe, the project partners have conducted interviews with policy makers and, in support of the interviews, analysed policy documents released between 2011 and 2014 in order to gain detailed insight into policy making processes.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Christina NORWIG

In the course of the REGIONAL project, that aims to comparatively analyse Adult Learning (AL) policy formulation, implementation and financing in 21 regions in six countries within Europe, the project partners have conducted interviews with policy makers and, in support of the interviews, analysed policy documents released between 2011 and 2014 in order to gain detailed insight into policy making processes.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Christina NORWIG

This Country Profile summarises the primary and secondary research finding of the two Italian partners of the REGIONAL project, SVIMEZ and IDP European Consultants. The partners carried out desk research to identify the most relevant national and regional policy papers, strategies and documents to identify drivers and inhibitors of the three-dimensional aspects of policy formulation, implementation and funding for adult learning in selected regions of Italy.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par Christina NORWIG

In the course of the REGIONAL project, that aims to comparatively analyse Adult Learning (AL) policy formulation, implementation and financing in 21 regions in six countries within Europe, the project partners conducted interviews with policy makers and, in support of the interviews, analysed policy documents released between 2011 and 2014 in order to gain detailed insight into policy making processes.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
O estudo que se apresenta foi elaborado em torno de uma questão central: compreender de que modo o contacto de profissionais de educação com pessoas de etnia cigana alterou os seus modos de agir e as suas concepções sobre os processos de escolarização e educativo. A pesquisa incidiu sobre um conjunto de 15 profissionais de educação seleccionados por estarem implicados no projecto Nómada, terem contacto com crianças, jovens e adultos de etnia cigana e terem vivido experiências de intervenção educativa em modalidades alternativas à socialização escolar, mediante uma metodologia de abordagem biográfica. O estudo abordou, também, conceitos como o processo de transformação sofrido pelos profissionais em situações consideradas ecoformativas.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
O desenvolvimento social, económico e cultural das últimas décadas e as múltiplas alterações que se têm produzido tanto a nível familiar como a nível educativo, têm introduzido a questão da educação como acção pública a ser realizada por diferentes agentes educativos – pais, crianças, elementos da comunidade. No presente texto apresentaremos, sumariamente, três projectos com base numa metodologia de investigação-acção, indicando os contextos em que se têm desenvolvido, as suas finalidades, os processos metodológicos seguidos. Uma meta-análise destes projectos permite-nos destacar a singularidade de cada um e, ao mesmo tempo, encontrar alguns indicadores comuns, como sejam, a pertinência da colaboração como motor de exercício de cidadania de cada actor social, a (re)construção de novas formas de solidariedade social e educativa, a necessidade de desocultar a participação da criança neste processo relacional, a (re)valorização do professor enquanto profissional do humano e a afirmação da educação como projecto comum.

Ressources

| 10 Juillet 2015
| par ANQEP EPALE
Nos locais de trabalho os saberes e as aprendizagens associados às práticas desenvolvidas assumem dinamismos próprios. O objectivo deste artigo é dar conta de alguns dos processos associados a esse dinamismo. Tal é feito a partir dos principais resultados de uma investigação sobre técnicos de educação e formação de adultos de uma associação de desenvolvimento local. Na base desse dinamismo estão, neste caso concreto, mecanismos de entreajuda, de reformulação e colectivização da prática. Associados a tais mecanismos estão a experimentação, a reflexão e a negociação que ocorre na prática entre os elementos da equipa técnica. A visibilidade de tais mecanismos e processos foi maior quando os técnicos enfrentaram zonas de incerteza na sua acção. A forma reflexiva de trabalhar, de aprender e de construir saber existente nesta equipa mostra-nos que é possível descobrir e explorar espaços de autonomia nos locais de trabalho e, assim, se actuar de maneira não meramente reprodutora.

Pages

S'abonner à EPALE RSS